Buscar
  • Clínica Rio de Janeiro

Ultrassom na gravidez: saiba qual é o tipo ideal para cada fase

O que é ultrassom?

O ultrassom gestacional, ultrassonografia ou ecografia, utiliza ondas de som para reproduzir a imagem do bebê, placenta, útero e outros órgãos. Lançadas em direção ao útero, elas chegam ao feto e geram um eco que produz suas imagens. Assim, o médico pode avaliar as condições da gravidez e do pequeno.

Não se preocupe, hein? Tais sons não podem ser ouvidos por humanos, já que a frequência dessas ondas é de aproximadamente 3 milhões de hertz e nós só escutamos até 2 mil hertz. 

Trimestre a trimestre

No primeiro trimestre, o exame verifica a idade gestacional. Pode-se checar se o crescimento do feto está adequado para sua fase além de possibilitar a descoberta de outras informações, como por exemplo se a gravidez é de apenas um bebê ou mais, se é ectópica ou molar (quando o embrião se desenvolve fora do útero), etc.

Entre a 20º e 24º semana, ou seja, no segundo trimestre, os exames avaliam não só o crescimento do bebê, mas a placenta e o liquido amniótico. A partir daí, no terceiro trimestre, o ultrassom serve como acompanhamento desses mesmos fatores mas também a posição do bebê. Afinal, logo logo ele estará chegando ao mundo! <3

Preciso fazer com qual frequência?

Estima-se que quatro ultrassonografias são suficientes para um acompanhamento adequado da gravidez. É claro que outros exames devem ser feitos para garantir um acompanhamento pré-natal adequado, ok? 

Num primeiro momento, será necessário consultar um médico regularmente. No começo da gestação, as consultas são mensais e, no fim, quinzenais ou semanais. Tudo isso para controlar o peso da gestante, sua pressão arterial e altura uterina.



Tipos de ultrassom

Ultrassonagrafia transvaginal

Nesse tipo de ultrassom, uma sonda é introduzida na vagina para obter imagens mais nítidas do útero e do meio intrauterino.

  • Verifica a idade gestacional, o crescimento fetal e se o embrião está alojado no útero.

  • Indicado para o início da gravidez (até a 12º semana), é indolor e rápido.

Ultrassom Morfológico

O médico passa um gel na barriga da mamãe e, em seguida, passa o aparelho sobre ela.

  • É possível analisar a anatomia do bebê. Através dele, mais de 85% das más-formações do bebê podem ser detectadas.

  • Indicado entre a 20º e a 24º semana. Nessa fase, é possível saber o sexo do bebê, com cerca de 70% de acerto.

Translucência nucal

Pode ser feito com o aparelho na barriga ou na vagina.

  • Serve para medir o acúmulo de líquido na nuca do feto. O ideal é que ele esteja abaixo de 2,5 milímetros.

  • É possível analisar o risco de síndrome de Down e outras anomalias cromossômicas.

  • Indicada entre a 11º e 14º semana, pois depois desse período o volume do líquido se altera.

Dopplervelocimetria

Feito com o aparelho na barriga.

  • Permite a análise do fluxo de sangue pelas artérias e veias do bebê, além de analisar o peso e condições da placenta e do líquido amniótico.

  • Indicado para ser realizado em todos os exames de ultrassonografia.

Ultrassom 3D e 4D

Feito com o aparelho na barriga, esse exame apenas complementa os demais ultrassons.

  • Pode detectar alguma má-formação no rosto, como por exemplo, a fenda labial.

  • Indicado após a 34ª semana, pois, de acordo com os médicos, a imagem fica com melhor definição.




0 visualização

Clientes atendidos:

© 2018 por Clínica Rio de Janeiro. Orgulhosamente criado por agws.com.br

Parceiros:

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social