Buscar
  • Clínica Rio de Janeiro

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE



O meio ambiente é tão essencial que no Brasil e no mundo há dias dedicados a ele. Mesmo com toda a informação existente, hoje, sobre a urgente necessidade de cuidados do meio ambiente para todas as formas de vida no planeta, há quem difunda teorias que negam os riscos ambientais a que todos nós estamos expostos.


Combatendo a Poluição do Ar

Este ano, o Dia Internacional do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho,tem como tema a poluição do ar. Trata-se de um problema complexo, mas individualmente é possível contribuirmos para um ar mais limpo.

O que causa a poluição do ar?

A qualidade do ar que respiramos depende de vários fatores, desde o acesso à energia limpa para cozinhar e aquecer, o horário do dia e o clima. Infelizmente, nem um ser vivo está a salvo da poluição do ar.

Os seres humanos são responsáveis pela emissão de várias substâncias que contribuem para a poluição do ar, como dióxido de carbono, monóxido de carbono, dióxido de nitrogênio, óxido de nitrogênio, ozônio troposférico, dióxido de enxofre, hidrocarbonetos e chumbo - todas elas provocam danos à saúde humana.

O Word Environment Day preparou um guia para entendermos de forma simples como acontece a poluição do ar. Confira:

Ambiente doméstico

Dentro de casa, a principal fonte de poluição é a queima de combustíveis fósseis, como querosene, carvão mineral, gás natural, madeira e outros combustíveis de biomassa utilizados para cozinhar, aquecer e iluminar as residências. Anualmente, cerca de 3,8 milhões de mortes prematuras são causadas pela poluição do ar interna.

97 países aumentaram para cerca de 85% o número de residências com acesso a combustíveis com queima mais limpa. Entretanto, restam, ainda, 3 bilhões de pessoas que utilizam combustíveis sólidos e fogueiras para a cocção, aquecimento e iluminação. A adoção de combustíveis limpos poderia reduzir o risco de doenças e salvar muitas vidas.


Indústrias

A produção de energia é uma das principais fontes de poluição do ar. É urgente o desenvolvimento de programas de eficiência energética a partir da produção de fontes renováveis de energia para o controle da poluição.

Transporte

O setor de transporte é responsável por quase um quarto das emissões de dióxido de carbono, as quais estão relacionadas a cerca de 400.000 mortes prematuras.

Quase metade de todas as mortes causadas pela poluição do ar decorrente dos transportes são provocadas pelas emissões da queima de diesel. Quem vive próximo a avenidas principais de centros urbanos tem 12% a mais de chance de receber um diagnóstico de demência.

Reduzir a emissão veicular é uma das principais políticas para intervir na qualidade do ar. É preciso o uso de combustíveis mais limpos com a redução do número de veículos individuais circulando e a adoção de transporte público movido à energia limpa.

Agropecuária

No setor agrícola, as principais causas de poluição são a pecuária, que produz metano e amônia, e a queima dos restos da produção agrícola. Cerca de 24% de todas as emissões de gases de efeito estufa emitidos globalmente são oriundos da agricultura, silvicultura e de outros usos da terra.

Individualmente, uma das formas de provocar a redução de poluentes da agricultura é aderir a uma dieta baseada em plantas e diminuir o desperdício de alimentos. Já os produtores devem ser obrigados a minimizar as emissões através de controles estabelecidos por órgãos governamentais.


Resíduos

Queimas de resíduos a céu aberto e acumulação de lixo orgânico em aterros sanitários emitem dioxinas nocivas, metano e carbono negro na atmosfera. Estima-se que 40% dos resíduos são queimados a céu aberto em nível mundial – uma prática realizada em 166 dos 193 países.

É fundamental, portanto, investir na melhoria da coleta, da separação e do descarte de lixo sólido a fim de reduzir a quantidade de resíduos queimados ou armazenados em aterros. Antes, é preciso fazer a separação correta do lixo e transformar o lixo orgânico em compostagem ou bioenergia para melhorar a fertilidade do solo ou fornecer uma fonte alternativa de energia. A redução do desperdício alimentar é outra forma de contribuir para a questão do lixo.

O que você pode fazer?

É claro que o problema da poluição do ar exige um esforço conjunto de governos, empresas e sociedade para ser resolvido. Mas, além de exigir políticas que caminhem para essa direção, devemos fazer, também, a nossa parte.

Seguem algumas atitudes que contribuem para uma melhor qualidade do ar:

-Usar o transporte público ou caronas compartilhadas, andar de bicicleta ou a pé;Trocar o seu carro por um híbrido ou elétrico (claro que nem todos os países têm, ainda, essa tecnologia disponível e acessível);

-Desligar o motor do carro quando estiver estacionado;

-Reduzir o consumo de carne e laticínios para ajudar a reduzir as emissões de metano;

-Fazer a compostagem de alimentos orgânicos e separar o lixo não orgânico;

-Migrar para sistemas e equipamentos de aquecimento doméstico de alta eficiência;

-Poupar energia desligando as luzes e os equipamentos eletrônicos quando não estiverem em uso;

Escolher tintas e móveis não tóxicos.

5 visualizações

Clientes atendidos:

© 2018 por Clínica Rio de Janeiro. Orgulhosamente criado por agws.com.br

Parceiros:

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social